Qual a melhor idade para aprender inglês? Descubra aqui!

É claro que aprender inglês desde cedo permite lidar mais facilmente com a absorção de um novo idioma. Mas isso não quer dizer que os adultos não possam tirar proveito de uma aprendizagem rápida e de qualidade. Portanto, se você está se perguntando qual a melhor idade para aprender inglês, saiba que não existe um tempo certo para isso.

O importante mesmo é não desistir da formação. Por se tratar de um idioma universal, dominá-lo significa expandir suas habilidades para se comunicar e conquistar grandes objetivos, como fazer uma viagem dos sonhos ou conseguir aquela vaga de emprego que você tanto queria.

Pensando nisso, preparamos este post que explica como se dá a aprendizagem do inglês na infância, adolescência e idade adulta. Você vai ver que, para ter sucesso, basta começar!

Estudar inglês na infância

Sem dúvida, a maior vantagem de aprender inglês ainda na infância é que o aprendizado da língua estimulará também outras funções cognitivas. Como a criança ainda está em desenvolvimento, essa é uma excelente época para matriculá-la em um curso de inglês, já que o cérebro está, gradualmente, compreendendo o mundo ao seu redor.

Por isso existe uma maior facilidade de aprendizagem para quem começa cedo, pois nessa fase o organismo está mais receptivo a novas informações e estímulos, o que permite assimilar com mais rapidez os conteúdos. Em termos práticos, considere que uma criança a partir dos dois anos consegue reter praticamente todas as informações passadas.

Como o corpo está aberto aos estímulos, há uma grande curiosidade sobre tudo o que é transmitido, daí a vantagem quanto ao nível de compreensão do idioma. É claro que é importante matricular a criança em um curso específico para esse tipo de formação, que demanda uma didática característica.

Vantagens de estudar inglês desde criança

Facilita a fluência

Sim! Não dá para negar que quem começa a estudar inglês desde cedo tem mais facilidade para alcançar certo nível de fluência na língua. A pronúncia também é beneficiada, visto que a criança estará em fase de alfabetização, o que permite absorver os conteúdos com mais agilidade e capacidade de retenção.

Aumenta o vocabulário

Assim como no domínio do português, o vocabulário da língua inglesa também fica mais amplo para quem começa os estudos ainda criança. A prática corriqueira do idioma, em meio às experiências cognitivas do aprendizado, fortalece o conhecimento da língua e a busca por palavras e expressões características.

Desenvolve o cérebro

Quem é estimulado com novos conhecimentos desde a infância, desenvolve áreas específicas do cérebro relacionadas às habilidades de interpretação, compreensão e retenção dos conteúdos. Por isso, aprender inglês ainda criança contribui para o desenvolvimento da memória, comunicação, raciocínio lógico e linguístico.

Estudar inglês na adolescência

A adolescência é outra época muito propícia para aprender inglês. Essa fase inclui uma série de mudanças hormonais e comportamentais que têm relação direta com a aprendizagem. O ato de matricular seu filho em um curso de idioma nessa época da vida estimula não só o contato com a língua, mas as relações interpessoais com colegas e professores.

Sem falar que, por ser uma época em que o adolescente costuma perder o foco nos estudos, seguir no curso vai impulsionar a busca por conhecimento, evitando que ele direcione seus interesses para outras causas. Sobre o nível de absorção dos conteúdos em si, podemos dizer que a taxa de retenção é um pouco menor do que em comparação às crianças em início de alfabetização.

Porém, isso não será um problema, desde que o adolescente se mantenha concentrado nos estudos para não esquecer o que aprendeu. Isto é, sua capacidade de absorção de conteúdo continua enorme, no entanto, será preciso um estímulo a mais para reter a aprendizagem nessa fase da vida.

Esse estímulo não é nada difícil de ser encontrado. Ouvir músicas estrangeiras e assistir a filmes e séries legendados já é um impulso enorme para reter os ensinamentos. Outro grande benefício para os adolescentes que estão aprendendo inglês é o desenvolvimento da capacidade de oratória.

Ter um bom domínio da língua permite uma comunicação livre e sem ruídos, visto que o aprendizado estimula o ato de se pronunciar e articular bem as palavras para ser compreendido. Isso faz com que o jovem ou adolescente não tenha a menor dificuldade para se expressar em uma apresentação de trabalho na faculdade, ou no colégio, por exemplo.

Estudar inglês depois de adulto

Vimos que a aprendizagem das crianças está voltada à sua percepção de mundo e descobrimento de novas sensações. Já nos adolescentes, esse aprendizado está diretamente relacionado aos interesses e experiências dessa fase da vida. E na idade adulta? Como se dá a aprendizagem de um novo idioma?

Como dissemos, o dilema sobre qual a melhor idade para aprender inglês se resume basicamente na busca pelo conhecimento, não importa quantos anos você tenha. Na fase adulta, é natural que os objetivos mudem e as expectativas em relação à aprendizagem de coisas novas também.

As pessoas já não estão mais tão abertas à captação e retenção de conteúdos como na infância, mas isso não significa que é impossível aprender uma nova língua. Se por um lado o cérebro está com menor velocidade para reter os conteúdos, por outro, a idade adulta traz consigo responsabilidades que demandam muito foco e disciplina.

Esses atributos são ferramentas poderosíssimas para lidar com a absorção do inglês, contribuindo para uma assimilação mais concreta e direcionada para os objetivos de vida, sejam eles profissionais ou pessoais. Tanto é que muitos adultos que buscam um curso de idiomas fazem isso com o propósito de desenvolverem suas habilidades para crescerem profissionalmente.

Afinal, dominar o inglês é algo imprescindível no mercado de trabalho dos dias de hoje. Ter essa formação no currículo é um diferencial, sobretudo considerando-se que nem todo mundo tem acesso à aprendizagem de um novo idioma, o que demanda tempo e dinheiro — ainda que muitas escolas de idiomas ofereçam condições facilitadas para quem deseja seguir em curso.

Agora que você já sabe a resposta sobre qual a melhor idade para aprender inglês, não fique aí parado e vá em busca de novos conhecimentos. Os resultados serão vantajosos não só do ponto de vista profissional, mas também no que diz respeito ao desenvolvimento de suas habilidades de memória, oratória e relações interpessoais. É ou não é um baita investimento?

Aproveite que está no clima e leia também nosso post que explica quando exatamente os baixinhos devem começar a estudar inglês!